TENTANDO TRADUZIR TUA BELEZA

POETA JOSÉ BATISTA

TENTANDO TRADUZIR TUA BELEZA

Escrevo partituras de silêncio e desencantos

Sobre as páginas do tempo

Manchadas por minhas tristezas,

Cantos anoitecidos nesse desespero

Que as manhãs não anunciam.

E da janela do arranha céu

Teu sorriso se atira num voo intrépido

Incendiando a cidade,

E nas tardes o sol se põe debruçado sobre o horizonte

Admirando tua beleza,

Mas só o mar toca teu corpo,

Delicia-se em tua pele,

Vai e vem nesse desejo

Que depositas em suas águas mornas,

Até vê-las arrebentando-se na praia

Para alcançar teus passos.

As páginas que o tempo confecciona

Não são suficientes para que eu possa

Descrever em poemas a tua imagem,

Mesmo assim vou copiando-te,

Faltam-me palavras nesse vocabulário,

Recorro a outros idiomas e nada,

És um sonho aguardando tradução,

Encantos que transcende os desejos,

Onde espero um dia repousar meu cansaço.

POETA JOSÉ BATISTA.

ESSE POEMA É PARTE INTEGRANTE DO LIVRO "TUA PAISAGEM ATRAVÉS DA JANELA DE MEUS OLHOS", TEM TODOS OS DIREITOS RESERVADOS AO AUTOR, E ESTÁ DISPONÍVEL COM TRECHO LIBERADO PARA LEITURA, NO LINK: www,bookess.com/read/22877-tua-paisagem-através-da-janela-de-meus-olhos

PAIXÃO